O pensamento na arte contemporânea

John Rajchman
2011 Novos Estudos CEBRAP  
No artigo, o autor explora a tese de que não há arte - e, particularmente, não há "arte contemporânea" - sem uma busca por novas ideias de arte, novas ideias do que seja a arte e de suas relações específicas com as instituições artísticas e com o próprio pensamento.
doi:10.1590/s0101-33002011000300005 fatcat:zjicwtfdtvgybgzobdpmuwfs3e