Detection of microorganisms, endotoxins and aluminum in mobile dialysis services

Priscila Rodrigues de Jesus, Joana Angélica Barbosa Ferreira, Hércules Rezende Freitas, Shirley De Mello Pereira Abrantes, Victor Augustus Marin
2017 Acta Scientiarum : Biological Sciences  
Hemodialysis water and dialysates are fundamental in the treatment of kidney disease. During just one hemodialysis session, 120 liters of dialysate are consumed. Thus, it is essential that the parameters of chemical and microbiological quality of the fluids used in dialysis systems are carefully observed. In this study, water samples were collected at 12 hospitals in the state of Rio de Janeiro. The samples were obtained at three points of fluid reservoirs: pre-, post-osmosis and dialysis
more » ... and dialysis solution. After collection, colony forming units (CFU), total coliforms and Escherichia coli 100 mL -1 were quantified. Later, isolated colonies and endotoxin content were identified by biochemical assays. Data about total aluminum levels per sample (mg L -1 ) were also obtained. Samples of all mobile dialysis services and points of collection were contaminated above the levels set out by national laws, in particular by Pseudomonas aeruginosa. Endotoxin levels were also above the recommended by current legislation (> 0.25 EU mL -1 ). Only three samples contained detectable levels of aluminum, which were found to be above the recommended values for the corresponding resolution (0.01 mg L -1 ). Finally, there were no observable amounts of total coliforms and E. coli 100 mL -1 sample. The data from this study are an important step forward in the standardization and control of chemical/microbiological quality of mobile dialysis services. Detecção de microrganismos, endotoxinas e alumínio em serviços de diálise móvel RESUMO. Águas de hemodiálise e dialisatos são peças fundamentais na terapêutica da doença renal. Durante apenas uma sessão de hemodiálise, são consumidos aproximadamente 120 litros de dialisato. Desta forma, é essencial que os parâmetros de qualidade microbiológica e química dos fluidos utilizados em sistemas de diálise sejam cuidadosamente observados. Neste trabalho, foram coletadas amostras de água em 12 hospitais do Estado do Rio de Janeiro. Amostras foram obtidas em pontos pré-osmose, pós-osmose e solução de diálise. Após coleção, quantificaram-se unidades formadoras de colônias (UFC), coliformes totais e Escherichia coli 100 mL -1 . Posteriormente, colônias isoladas e teor de endotoxinas foram identificados por ensaios bioquímicos. Dados acerca dos níveis totais de alumínio por amostra (mg L -1 ) também foram obtidos. Amostras de todos os serviços de diálise móvel e pontos de coleção apresentaram contaminação acima dos níveis previstos em legislação nacional, em especial por Pseudomonas aeruginosa. Teores de endotoxinas também se mostraram acima da legislação vigente (> 0,25 EU mL -1 ). Apenas três amostras continham níveis detectáveis e acima dos valores preconizados por resolução correspondente (0,01 mg L -1 ). Por fim, não foram encontradas quantidades observáveis de coliformes totais e E. coli 100 mL -1 de amostra. Dados de nosso estudo são importante avanço na padronização e controle de qualidade química/microbiológica em serviços de diálise móvel. Palavras-chave: diálise, unidades hospitalares de hemodiálise, soluções para diálise.
doi:10.4025/actascibiolsci.v39i4.31779 fatcat:fbzgd6dd6fcndnkljemext67ua