Homicídios no Rio de Janeiro, Brasil: uma análise da violência letal

Francisca Letícia Miranda Gadelha Cardoso, Fátima Regina Cecchetto, Juliana Silva Corrêa, Tiago Oliveira de Souza
2016 Ciência & Saúde Coletiva  
Resumo Analisou-se a evolução de taxas das categorias homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte, homicídio por auto de resistência, policial morto, pessoa desaparecida e encontro de cadáver, no Estado e na cidade do Rio de Janeiro e na Área Integrada de Segurança Pública 16 (AISP 16). Para tanto, foi realizado estudo ecológico, no período de 2002 a 2013, utilizando os dados do Instituto de Segurança Pública. Para análise da evolução temporal e tendência das taxas de
more » ... s taxas de homicídio doloso, de autos de resistência e de pessoas desaparecidas foi realizada regressão Joinpoint, considerando como variável dependente as referidas taxas e como variável independente o ano calendário. Para as demais categorias analisou-se apenas a evolução temporal das taxas a partir do cálculo da variação relativa destas no início e no final do período. Houve queda de taxas em todas as categorias, com exceção de pessoas desaparecidas. A taxa de homicídio doloso apresentou tendência significativa de decréscimo nas três localidades. Os resultados contribuíram para descrever o padrão da violência nas três localidades a partir do diálogo entre as ciências sociais, saúde e segurança pública, o que permitiu contemplar aspectos subjetivos e objetivos ligados aos achados do estudo.
doi:10.1590/1413-81232015214.14712015 pmid:27076026 fatcat:3aekudtotnfijg7nr4lorlga4i