Contribuição da ultrassonografia abdominal para o diagnóstico da doença celíaca em crianças e adolescentes

Eduardo Just da Costa e Silva, Giselia Alves Pontes da Silva
2014 Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil  
Objetivos: comparar as características clínicas e parâmetros ultrassonográficos em um grupo de crianças e adolescentes, recentemente diagnosticados como portadores de doença celíaca, com um grupo controle. Métodos: estudo clínico conduzido com amostra de 20 pacientes recentemente diagnosticados com doença celíaca e 35 pacientes assintomáticos sem doença celíaca. Ultrassonografias abdominais foram realizadas em todos os pacientes. Os casos foram submetidos às ultrassonografias durante a fase de
more » ... durante a fase de investigação diagnóstica, ainda consumindo glúten. Foram avaliados parâmetros ultrassonográficos e ao Doppler, relacionados às características das alças intestinais, linfonodomegalias e alterações no fluxo sanguíneo esplâncnico. As diferenças de proporções entre os grupos foram avaliadas pelos testes do quiquadrado e exato de Fisher e a diferença de médias pelo teste t de Student. Resultados: as principais manifestações clínicas relacionadas à doença celíaca foram as digestivas, como diarréia (12/20), dor abdominal (14/20) e distensão abdominal (15/20). Pacientes com doença celíaca apresentaram maior diâmetro transverso das alças do delgado (p=0,001), maior peristaltismo intestinal (p=0,002), aumento do conteúdo líquido intestinal (p=0,02), e maior espessura parietal (p<0,001). Conclusões: alterações sugestivas de má digestão/absorção (aumento do diâmetro transverso das alças do intestino delgado, maior peristaltismo intestinal, aumento do conteúdo líquido) e o espessamento da parede intestinal em pacientes com queixas digestivas devem alertar o clínico para investigar a doença celíaca.
doi:10.1590/s1519-38292014000100004 fatcat:loblrcp5wzgrbezi4agt3tpl7a