Síndrome de embolia gordurosa: relato de caso associado à lipoaspiração

Jõao Carlos Folador, Gabriela Elisete Bier, Renata Ferreira de Camargo, Mônicca Sperandio
1999 Jornal de Pneumologia  
Mulher, 40 anos, 72 horas após lipossucção apresentou dispnéia súbita, febre, taquipnéia e taquicardia. Radiografia torácica e eco-doppler de membros inferiores eram normais, mas hipoperfusão pulmonar à cintilografia sugeriu tromboembolismo pulmonar. Após três dias de heparinização, observou-se hipóxia, anemia e confusão mental. Diagnosticou-se síndrome de embolia gordurosa, suspendeu-se heparinização e iniciou-se pulsoterapia com corticóide, seguida de melhora clínica e alta hospitalar.
doi:10.1590/s0102-35861999000200008 fatcat:k3avuefrtfelnh2koxavhqagyq