A economia de imagens – Arte sacra católica depois do Vaticano II

Anna Paola Baptista
2015 Mouseion  
Resumo: A ânsia de depurar o espaço sagrado de toda ornamentação excessiva e sem significado, assim como a radicalização das exigências modernas quanto ao essencialismo, sinceridade e funcionalismo, nos leva a uma indagação: a década de 1960 poderia ser vista como marco de fenecimento da arte sacra nos templos católicos, com exceção da arquitetura? O artigo tenta refletir sobre a origem destes ideais, já presentes no período anterior, e o papel desempenhado pelo Concílio Vaticano II
more » ... cano II (1962)(1963)(1964)(1965) nesse processo. Palavras-chave: Arte Sacra Católica; Século XX/ Vaticano II (1962)(1963)(1964)(1965); Arte. Abstract: The urge to debug the sacred space of all excessive ornament and meaningless elements, as well as the radicalization of modern ideals connected to essentialism, sincerity and functionalism lead us to a question: Could the 1960s be seen as a time of a withering sacred art, with the exception of architecture? The paper deals with the source for those conceptions and the role played by the Vatican II (1962)(1963)(1964)(1965) in the process. Introdução Em finais da década de 1950, um escritor católico afirmava que as imagens já não eram mais indispensáveis ao culto e teriam perdido sua antiga posição central no Cristianismo. 2 Nesta época, na Europa, a cristalização de um modelo ideal para a arquitetura sacra moderna teve seu ponto alto exemplificado pela igreja dos peregrinos de Notre-Dame-du-Haut em Ronchamp, França (1951-55).
doi:10.18316/1981-7207.15.9 fatcat:4oklcm3yzzcr7fdqwlz5jnfysm