Exploração sexual de crianças e adolescentes: uma análise comparativa entre caminhoneiros clientes e não-clientes do comércio sexual

Elder Cerqueira-Santos, Normanda A. Morais, Andreína S. Moura, Silvia Helena Koller
2008 Psicologia: Reflexão e Crítica  
Resumo O objetivo desse estudo foi analisar comparativamente dois grupos de caminhoneiros, classificados respectivamente como "clientes" e "não clientes" da exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas (ESCA) sobre seu envolvimento com esta atividade. Entrevistou-se 239 caminhoneiros em diferentes regiões brasileiras. As respostas foram categorizadas e os dados passaram por tratamento estatístico descritivo e inferencial. Aqueles que se auto-declararam como clientes (n = 85) da
more » ... tes (n = 85) da ESCA diferem do outro grupo (n = 154), porque informam passar mais tempo esperando a carga, costumar sair com prostitutas adultas mais que os nãoclientes e ter menos conhecimentos sobre os direitos das crianças. No entanto, o perfil dos dois grupos para as variáveis demográficas e sobre a profissão são bastante semelhantes. O estudo destaca o caráter circunstancial do envolvimento destes caminhoneiros com a ESCA e a necessidade de se considerar as variáveis relacionadas ao comportamento sexual e ao conhecimento dos direitos da criança e do adolescente nas ações de enfrentamento da ESCA. Palavras-chave: Exploração sexual; crianças e adolescentes; caminhoneiros. Abstract This study aims at comparing two groups of truck drivers, clients and non-clients of children and adolescents' commercial sexual exploitation (ESCA). Interviews were conducted with 239 truck drivers in different areas of Brazil. The data were analyzed statistically by inferential and descriptive analyses. The comparison between the groups showed that those who said they were clients of ESCA (n = 85) use to have a higher loading time than the ones in the other group (n = 154). Moreover, the clients use to utilize more prostitutes' services and have less knowledge of children's rights. However, the profiles of both groups were very similar, according to demographic and professional data. This study highlighted the circumstantial feature of the relationship between the truck drivers and the children and adolescents' commercial sexual exploitation.
doi:10.1590/s0102-79722008000300013 fatcat:3hu36sxyerfblk62nttunivt5m