Fazendo as pazes com Bourdieu

Sonia Regina Landini, Gisele Adriana Maciel Pereira
2016 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação  
RESUMO: Este artigo tem o propósito de resgatar a contribuição de Pierre Bourdieu para os estudos e análises no campo da educação, estabelecendo um debate com autores cujas reflexões se pautam na compreensão de que as análises de Bourdieu estão calcadas em um viés "sócio/lógico", o que contribui para a caracterização de seus escritos como reprodutivistas, distantes de uma crítica transformadora. Nesse sentido, buscamos ressaltar os escritos do autor que apontam para uma visão em que tanto
more » ... em que tanto subjetividade, quanto objetividade são fundamentais na formação do habitus. Assim, analisamos como os campos sociais são marcados por disputas que podem revelar muito mais que a submissão dos agentes envolvidos levando a possíveis formas de transformação das desigualdades sócio educacionais. PALAVRAS-CHAVE: Desigualdades educacionais. Reprodutivismo. Transformação. Pierre Bourdieu. Dialética. RESUMEN: Este artículo tiene como objetivo rescatar la contribución de la Pierre Bourdieu a los estudios y análisis en el campo de la educación, el establecimiento de una discusión con los autores cuyas reflexiones son guiados en la comprensión de que los análisis de Bourdieu se modelan en un sesgo "socio / lógica ", lo que contribuye a la caracterización de sus escritos como reproductivista, lejos de ser una crítica transformadora. En este sentido, se busca poner de relieve los escritos del autor apunta a una visión en la que tanto la subjetividad y la objetividad son tan fundamentales en la formación del habitus. De este modo, se analiza cómo los campos sociales están marcadas por las disputas que pueden revelar mucho más que la presentación de los agentes involucrados dando lugar a posibles formas de transformar las desigualdades educativas sociales. PALABRAS CLAVE: Las desigualdades educativas. Reproductivismo. Transformación. Pierre Bourdieu. La dialéctica.. ABSTRACT: This article aims to rescue the Pierre Bourdieu's contribution to the studies and analyzes in the field of education, establishing a discussion with authors whose reflections are guided in understanding that Bourdieu analyzes are modeled on a bias "partner / logical ", which contributes to the characterization of his writings as reproductivist, far from a transformative critical. In this sense, we seek to highlight the writings of the author pointing to a vision in which both subjectivity and objectivity are 1 Doutora em Educação pela PUC/SP. Professora junto ao PPG Educação da UFPR. Atua nas áreas de educação e trabalho, políticas educacionais. as fundamental in the formation of habitus. Thus, we analyze how the social fields are marked by disputes that may reveal much more than the submission of the agents involved leading to possible ways of transforming social educational inequalities. Introdução Na contemporaneidade, contexto cujo papel do Estado e, especialmente da educação escolar pública, sofre uma crise sem precedentes, retomar à obra de Bourdieu como aporte para estudos e pesquisas na área de educação é de central importância visto que suas críticas são altamente procedentes. Tal como expressa Vasconcelos (2002, p. 84) "[...] Bourdieu mostra a hipocrisia da sociedade francesa republicana e meritocrática, na qual afirma-se que a igualdade de oportunidades é assegurada a todos pelo Estado" tratando-se, portanto de uma afirmação pertinente ao nosso momento histórico. Em contrapartida, trazer para o âmbito educacional tais postulados, implica a necessidade de derrubar-se sobre os tabus que circundam as contribuições do autor para o campo educativo, cuja influência foi equivocadamente baseada na leitura de uma única obraa Reproduçãoo que acarretou implicações para sua compreensão. Desse modo, é importante situar que apesar de restrita, a influência dos escritos de Pierre Bourdieu no campo educacional brasileiro principia, sobretudo, a partir da década de 70 e, mais profundamente, na década de 80, momento em que, com o fim da ditadura militar e abertura política, há um resgate dos autores críticos, tais como Marx, Snyders, Gramsci, entre tantos. Nesse contexto, a leitura de A reprodução, de Bourdieu e Passeron, gerará muitas controvérsias, com o agravante de ter sido rotulada a partir do seu próprio título,
doi:10.21723/riaee.v11.n3.8965 fatcat:jscsxda4brebfo7e56dpukypau