A Section of Medical Sociology da American Sociological Association completa cinquenta anos e o Journal of Health and Social Behavior comemora

Everardo Duarte Nunes
2013 História, Ciências, Saúde: Manguinhos  
Association (ASA) completou cinquenta anos, e o Journal of Health and Social Behavior, que se chamava originalmente Journal of Health and Human Behavior, publicou um número especial para comemorar a data. Nele, revisa muitos aspectos da própria trajetória da sociologia médica. 1 Como escrevem os editores, são cinquenta anos de dramáticas mudanças nos padrões e no sistema de saúde, sendo o momento para avaliar as contribuições da sociologia para nosso entendimento da doença, prevenção e
more » ... revenção e tratamento. Assim, organizaram, com a colaboração de notáveis cientistas, 11 áreas da sociologia médica a fim de descrever essas contribuições: 1) disparidades étnico-raciais no cuidado à saúde; 2) causas fundamentais das desigualdades em saúde; 3) estresse e saúde; 4) relações sociais e saúde; 5) a construção social da enfermidade; 6) relações paciente/provedor e comportamentos de busca de ajuda; 7) a transformação social da profissão médica; 8) pesquisas em serviços de saúde; 9) tecnologia; 10) bioética; 11) reforma da saúde. Em todos os artigos, a tônica foi descrever como a sociologia médica criou e testou teorias, mostrando que algumas permaneceram, outras se transformaram e poucas foram rejeitadas. O artigo sobre as relações étnico-raciais no cuidado à saúde foi escrito por David R. Williams e Michele Sternthal, da Harvard University, e aborda o tema analisando o entendimento biológico de raça, a ênfase do contexto e da estrutura social como determinantes das diferenças raciais na doença, as múltiplas formas como o racismo afeta a saúde, o papel da história migratória e a posição social na saúde. Os autores recuperam o clássico de William Du Bois, de 1899, The Philadelphia Negro, e assinalam que houve muito pouca atenção dos principais periódicos de sociologia nos EUA sobre a questão da saúde da população negra durante o século XX e que muitas das questões contemporâneas estão presentes nesse trabalho pioneiro. Du Bois apontava que as causas das diferenças raciais eram multifatoriais e primeiramente sociais. Para os autores, o tema se presta claramente ao debate e à ação na arena política, Journal of Health and Social Behavior, Washington, v.51, Suppl. nov. 2010. 159p.
doi:10.1590/s0104-59702013000100018 pmid:23559058 fatcat:alxkrii6mzdv7fgw676mejtnv4