Estilos linguísticos de educadoras e habilidades sociocomunicativas infantis aos 24, 30 e 36 meses em contextos de leitura

Deborah Dornellas RAMOS, Nádia Maria Ribeiro SALOMÃO
2016 Estudos de Psicologia (Campinas)  
Resumo Por meio do presente estudo, objetivou-se analisar a interação educadora-criança, considerando os estilos linguísticos das educadoras e o desenvolvimento das habilidades sociocomunicativas infantis, a partir da Perspectiva da Interação Social dos Estudiosos da Linguagem. As interações foram observadas longitudinalmente, entre três educadoras e oito crianças aos 24, 30 e 36 meses de idade, em contextos diádicos e poliádicos de leitura. Categorias interacionais foram elaboradas para a
more » ... boradas para a análise dos dados. Na faixa etária dos 24 meses, as crianças apresentaram índices elevados de "não resposta" e "respostas verbais adequadas". Aos 30 meses, prevaleceram as "respostas verbais adequadas", as quais foram seguidas das "falas iniciativas" em torno dos 36 meses. Entre as educadoras, os "assertivos" e os "diretivos de atenção" sobressaíram aos 24 meses, enquanto aos 30 e 36 meses, as "requisições" foram mais frequentes. Os estilos considerados favorecedores do desenvolvimento sociocomunicativo infantil, como as "requisições" e as "reformulações", predominaram nos contextos diádicos.
doi:10.1590/1982-02752016000300012 fatcat:wfnqtpcthnfmbgyhjwpr624tf4