ESTUDO DE SÍNTESE E TRANSIÇÃO ENTRE AS FASES ZEOLÍTICAS SODALITA E CANCRINITA

Fernanda Arruda Nogueira Gomes Silva, Cássia Guerra Marques Santos, Fabiano Augusto Costa Mafra Passos, Adriana Aquino Soeiro Silva, Carla Napoli Barbato, Francisco Manuel dos Santos Garrido, João Alves Sampaio
2014 Holos  
Para a síntese hidrotermal das zeólitas foi utilizado como fonte de alumínio e de silício o caulim da região Borborema-Seridó (RN/PB) in natura e tratado termicamente a 500, 700 e 900 °C por 2 horas. As amostras in natura e ativadas termicamente foram caracterizadas por difração de raios X e espectroscopia no infravermelho. A síntese da fase sodalita e a transição para a fase cancrinita foram investigadas em diferentes condições estequiométricas. Na síntese A, a razão molar entre
more » ... ntre caulinita/metacaulinita, reagentes alcalinos (Na2CO3 e NaOH, respectivamente) e água foi de 1:8:2:143, e na síntese B a razão foi de 1:1:10:65. As sínteses foram realizadas em vasos de pressão de aço inox na temperatura de 170 °C por 1 e 4h. Os produtos obtidos foram caracterizados por difração de raios X e espectroscopia vibracional no infravermelho. A fase sodalita, com boa pureza, foi obtida com caulim ativado termicamente, na síntese A por 4 h. No entanto, a transformação do caulim bruto em sodalita ocorre preferencialmente nas condições da síntese B. No caso do caulim calcinado a 900 °C a fase cancrinita foi formada nas condições da síntese B. As zeólitas formadas também foram caracterizadas por microscopia eletrônica de varredura.
doi:10.15628/holos.2014.1823 fatcat:6ppnrao3e5cf7avjqdqjo4jeta