New advances in the therapy of non-cystic fibrosis bronchiectasis

A. Amorim, F. Gamboa, P. Azevedo
2013 Revista Portuguesa de Pneumologia  
Non-cystic fibrosis bronchiectasis remains a common and important respiratory disease to date. It is a chronic pathology and consequently the patients usually require continuous treatment. In recent decades therapies that do not have scientific evidence of their benefits have been commonly used in non-cystic fibrosis bronchiectasis. Cystic fibrosis has provided the experience to extrapolate therapeutic approaches to other bronchiectasis patients. Finally, in the last few years some trials have
more » ... s some trials have been carried out specifically in non-cystic fibrosis bronchiectasis which aim to assess the efficacy of some of the treatments which are commonly used but sometimes without clear indication. This review will discuss the recent results from these trials, namely mucoactive, antiinflammatory and antibiotic therapy. Several trials are ongoing and we hope they will be able to add clarification to the management of these patients. Bronquiectasia não-fibrose cística; Avanços; Mucoactivo; Anti-inflamatório; Antibiótico; Terapia Novos avanços no tratamento da Bronquiectasia não-fibrose cística Resumo As bronquiectasias não-fibrose quística continuam a ser uma doença respiratória comum e importante. Trata-se de uma patologia crónica e, consequentemente, os doentes geralmente precisam de um tratamento contínuo. Nas últimas décadas, tratamentos sem evidência científica dos seus benefícios foram comumente usadas nas bronquiectasias não-fibrose quística. A fibrose quística serviu de experiência para extrapolar a abordagem terapêutica para outros doentes com bronquiectasias. Finalmente, nos últimos anos, foram realizados alguns ensaios bronquiectasias não-fibrose quística que visam avaliar a eficácia de alguns dos tratamentos que são comummente usados mas por vezes sem uma clara indicação. Therapy of non-cystic fibrosis bronchiectasis 267 Nesta revisão serão apresentados os resultados recentes destes ensaios, nomeadamente sobre o tratamento mucoactivo, anti-inflamatório e antibiótico. Diversos estudos estão a decorrer e esperamos que estes venham a esclarecer a abordagem mais adequada destes doentes.
doi:10.1016/j.rppneu.2013.03.006 pmid:23850192 fatcat:4ybq3afekrduhj7xj3vktya6wa