Aplicação do método Bayesiano na estimação de correlações genéticas e fenotípicas de peso em codornas de corte em várias idades

Eliane Maria Wilbert Winter, Marina Isabel Mateus de Almeida, Edson Gonçalves de Oliveira, Elias Nunes Martins, Andressa Santanna Natel, Diego Surek
2006 Revista Brasileira de Zootecnia  
Objetivou-se com este estudo obter estimativas de correlações genéticas e fenotípicas para características peso aos 7 dias (PES7), peso aos 14 dias (PES14), peso aos 28 dias (PES28) e peso aos 42 dias de idade (PES42) de codornas de corte. No galpão de criação, foram alojadas 1.022 aves devidamente identificadas, utilizadas para avaliação do desempenho produtivo, por meio de pesagens individuais. Os componentes de (co)variância e os parâmetros genéticos foram estimados por procedimentos
more » ... ocedimentos Bayesianos via amostrador de Gibbs utilizando-se o programa MTGSAM. As estimativas de correlações genéticas obtidas foram de 0,73 entre PES7 e PES14, 0,52 entre PES7 e PES28, 0,55 entre PES7 e PES42, 0,73 entre PES14 e PES28 e 0,56 entre PES14 e PES42 dias de idade. Correlação genética de 0,81 entre os pesos de 28 e 42 dias de idade indica a possibilidade de aumento do peso corporal aos 42 dias de idade pela seleção do peso corporal aos 28 dias de idade. As correlações fenotípicas variaram de 0,57 a 0,85 e foram ligeiramente superiores às genéticas, sugerindo que a correlação de ambiente é de pequena magnitude e positiva. Os menores intervalos de credibilidade das estimativas de correlações genéticas foram entre os pesos aos 28 e 42 dias e aos 14 e 28 dias.
doi:10.1590/s1516-35982006000600015 fatcat:f5nystaq45c6lbvf5aix5krdy4