Os sítios na internet dos sindicatos portugueses: navegação à vista?

Raquel Rego, Paulo Marques Alves, Jorge Silva, Reinhard Naumann
2013 Sociologia  
Introdução A utilização e expansão do uso da internet têm sido monitorizadas em Portugal por organismos como o OberCom / Observatório de Comunicação, composto por meios de comunicação social, associações afins e inclusive pelo Gabinete para os Meios de Comunicação Social, um serviço integrado na Presidência do Conselho de Ministros. Pouca atenção parece, contudo, ser dada à relação da internet com públicos específicos, como sucede com os trabalhadores por conta de outrem. Ao mesmo tempo, no
more » ... mesmo tempo, no campo da sociologia do trabalho em geral e das relações industriais em particular, os investigadores portugueses têm mostrado pouco interesse pelas associações sindicais e patronais do ponto de vista organizacional e, neste sentido, as suas estratégias comunicacionais têm sido também desprezadas. Este artigo resulta de uma investigação em curso, que pretende compreender como as tecnologias de informação e comunicação (TIC), e muito em particular a internet, contribuem para a ação e democratização do movimento sindical. Ao utilizarmos uma abordagem empírica centrada no caso português, com este artigo pretendemos também alimentar o conhecimento do movimento sindical português relevando a análise organizacional. Trata-se de um estudo exploratório no qual um dos objetivos específicos é analisar em que medida e para que fins os mais de 300 sindicatos portugueses utilizam a internet. A investigação da qual decorre este artigo visa recolher futuramente mais dados, quer do ponto de vista dos sindicatos, quer dos utilizadores dos seus sítios. Com efeito, só deste modo podemos compreender todo o processo de comunicação. O artigo começa por apresentar uma revisão breve da literatura sobre o sindicalismo e as TIC, com um enfoque particular no caso português. Depois expõe a metodologia usada na abordagem empírica, designadamente a tipologia concebida para a análise documental dos sítios, e o setor de atividade escolhido para a sua aplicação. Por fim, é feita a classificação dos sítios, designadamente por filiação nacional, e é testada a associação entre as categorias da tipologia e a filiação. Conclui-se com a discussão dos principais resultados encontrados.
doi:10.7458/spp2013732809 fatcat:wowe4rpyyneyllzpaunzotws6a