A industrialização e a crise do poder

Sedi Hirano
2014 Plural  
Produtor de mercadorias de exportação, o Brasil sofre as injunções da demanda do mercado externo há quase quatro séculos. O reflexo, em razão da crise do sistema exógeno-importador, fez-se sentir por longos anos, com aparente mecanicidade, o que, aliás, quase sempre serviu de justificativa para o argumento de que a sociedade brasileira era fruto do sistema econômico externo dominante, ou seja, do capitalismo internacional, sendo, portanto, uma economia reflexa. E de fato o era. Entretanto, é
more » ... a. Entretanto, é preciso desmistificar as causas imediatas, emergidas da crise do capitalismo "trustificado", notando que as tensões sociais e políticas surgem como consequência de um processo mais amplo, engendrado não só pelo modo de produção capitalista, mas também pela coexistência de um sistema pré-industrial. Antes da crise internacional de 1929, existia no país uma tênue industrialização que satisfazia, de maneira discreta, o mercado de consumo em adendo às importações, havendo com isso condições para a industrialização, em face da implantação de mão de obra assalariada -principalmente a dos imigrantes -e também da acumulação capitalista proporcionada pela economia cafeeira, desde o fim do século 19 (Cardoso, 1960). Por isso: o quadro explicativo mais amplo só se completa quando se considera que, anteriormente, a economia brasileira sofrera modificações que se referiam ao próprio regime social de produção: intensificou-se o processo de organização capitalista da vida econômica -a produção passou a ser com base na mão de obra livre e apoiava-se em uma estrutura mercantil generalizada, o que supõe a criação de um mercado consumidor de mão de obra (Cardoso, 1960, p. 41). Alguns países acompanharam a grande crise do capitalismo norte-americano entre os anos de 1929 e 1930. Não foi o caso do Brasil, onde ela atuou como uma força propulsora dos fatores de produção até então amortecidos pela concorrência com os produtos importados. Os acontecimentos de 1929 possibilitaram, assim, a revitalização da pequena indústria nacional, que se viu impelida a responder às Arquivo-vivo
doi:10.11606/issn.2176-8099.pcso.2014.83622 fatcat:z5ni466rtzdfxhkhcf7rtinkli