Políticas cognitivas da psicologia comunitária: a meio caminho entre a recognição e a invenção

Tatiana Gomes da Rocha, Francisco Pablo Huascar Aragão Pinheiro
2011 Psicologia & Sociedade  
O artigo discute como as práticas em psicologia comunitária constituem um campo de produção de subjetividade, atentando para as políticas cognitivas derivadas de seus pressupostos epistemológicos, teóricos e políticos. Observa-se o compromisso de transformação social defendido por esta área da psicologia, ressaltando seus efeitos para a subjetividade produzida em comunidades. A partir das considerações levantadas, observou-se que a ideia de conscientização, bem como a concepção dos conflitos a
more » ... ão dos conflitos a partir de um esquema opressor-oprimido, dentre outros aspectos, incorrem em políticas recognitivas. Por outro lado, a postura dialógica do psicólogo comunitário, além da valorização atribuída às potencialidades existentes nos espaços populares, aproxima-se de uma política da invenção.
doi:10.1590/s0102-71822011000300006 fatcat:4iougqbxsbgrzajm7lht34iluu