Absurdos, alienados e vanguardistas

Bruno Verneck
2019 Revista Entrecaminos  
Tópico recorrente das historiografias teatrais chilenas e argentinas, a categoria de vanguarda instaura ruídos na produção dos dramaturgos que despontam no final da década de 1950. O presente trabalho recompõe as polêmicas do período, a fim de questionar o lugar "fora da história" que grande parte da crítica legou à produção de alguns autores do período. O itinerário parte das revisões crítica das obras da argentina Griselda Gambaro e do chileno Jorge Díaz, dramaturgos que a crítica local
more » ... crítica local vinculou ao "teatro do absurdo" hispano-americano.
doi:10.11606/issn.2447-9748.v3i1p10-19 fatcat:2ptyusdeazcwtjkk6drhzzom3q