SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO: UMA PERSPECTIVA DECOLONIAL DOS ENQUADRAMENTOS DA SEXUALIDADE CAMPONESA

Andreia Belusso, Edilson Pontarolo, Josiane Carine Wedig
2020 Educere et Educare  
Este texto busca apresentar algumas reflexões sobre a dimensão da sexualidade camponesa a partir de um olhar crítico sobre o processo colonial, delineando inquietações sobre como a educação sexual no campo e a própria vida camponesa que são duplamente subalternizadas pelas dinâmicas da colonialidade do poder, do saber e do ser. Na análise traça-se um caminho que percorre a dimensão da sexualidade na modernidade até chegar às sexualidades camponesas e os dispositivos que produzem enquadramentos
more » ... zem enquadramentos sobre os corpos . A subalternização à que os saberes do campo, incluindo a educação para sexualidade, foram condicionados pela monocultura do saber euro-ocidental precisa ser problematizada, assim como, o saber que legitima o corpo por meio do binarismo e coloca sujeitos em lugares inabitáveis ou "indizíveis" no plano do gênero e da sexualidade nas escolas do campo. Conclui-se, enfim, sobre a necessidade de desnaturalizar as retóricas que subalternizam os camponeses geo-sexo-politicamente situados.
doi:10.17648/educare.v15i36.19612 fatcat:jhllcslqp5dj7clz6zba4m2bxu