A "legalidade democrática" no golpe de 1973

Ana Kallás
2011 Em Tempo de Histórias  
O presente artigo busca discutir o papel político desempenhado pela alta hierarquia da Igreja Católica do Chile no período de governo da Unidade Popular (1970 – 1973) e suaparticipação como legitimadora moral do golpe civil-militar que derrubou o presidente Salvador Allende. Entendendo a Igreja como uma instituição privada de organizaçãohierárquica, partimos da hipótese de que diante de um contexto de ativação popular – como era o que caracterizava o Chile em meados de 1972 – a Igreja, por meio
more » ... a Igreja, por meio de pronunciamentos que invocavam a "paz social" e a "defesa da democracia" acabou por legitimar e se incorporar à frente civil-militar que derrubou Allende. Nosso objetivo é analisar a posição do episcopado sobre a temática da democracia e a convergência entre os pronunciamentos oficiais da Igreja, as resoluções do Partido Democrata-Cristão e os editoriais do jornal El Mercurio no que se refere, por um lado, à oposição entre democracia e socialismo e, por outro, à associação entre democracia, legalidade e ordem.
doi:10.26512/emtempos.v0i12.20060 fatcat:7olfaw2hpjh3lgglhnb3b5p3au