"O bom povo português": usos e costumes d´aquém e d´além-mar

Omar Ribeiro Thomaz
2001 Mana  
Partindo do marco institucional português ao longo do Estado Novo e das obras de Mendes Corrêa e Jorge Dias, pretende-se, neste artigo, questionar as relações entre a produção antropológica em Portugal, o império e a nação. O propósito aqui é o de imbricar uma "antropologia da nação" e uma "antropologia do império" a partir da constatação de que, no caso português, "nação" e "império" correspondem a estruturas políticas e ideológicas que, ao longo do período autoritário, se confundem e, muitas
more » ... onfundem e, muitas vezes, se traduzem.
doi:10.1590/s0104-93132001000100004 fatcat:os7hdvfomjcclly6koictd4p3m