Associação entre acidentes vasculares encefálicos e doença de Chagas

Edison Reis Lopes, Jaime Olavo Marquez, Bertolino da Costa Neto, Ayres Alexandre Carlos Menezes, Edmundo Chapadeiro
1991 Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical  
Foi pesquisada a freqüência de acidentes vasculares encefálicos (A VE), isquêmicos e hemorrágicos, em chagásicos crônicos e em não chagásicos, maiores de 15 anos de idade, necropsiados em Uberaba, de 1979 a 1988, optando-se por estudo emparelhado por sexo e idade em 208 pares. Em 41 (19,7%) dos chagásicos e em 55 (26,4%) dos não chagásicos foram diagnosticados AVE, diferença não significante ao nível de 5%. Dos chagásicos 12 (75%) tiveram infarto e 4 (25%) hemorragia encefálica; dos não
more » ... ca; dos não chagásicos 5 (31,3%) tiveram infarto e 11 (68,7%) hemorragia. As .diferenças são significantes ao nível de 5%. Os resultados demonstram menor freqüência de AVE hemorrágico em chagásicos que em não chagásicos e comprovam alta freqüência de AVE isqüêmico na doença de Chagas humana.
doi:10.1590/s0037-86821991000200006 pmid:1841424 fatcat:qbr4zgywfnahxe36gbehxroq4q