Geochemical Mapping of Iron Quadrangle region by active stream sediments, State of Minas Gerais, Brazil

João Henrique Larizzatti, Eduardo Marques, Francisco Silveira
2018 Geochimica Brasiliensis  
RESUMO O mapeamento geoquímico do Quadrilátero Ferrífero foi realizado pela CPRM -Serviço Geológico do Brasil com dados geoquímicos de uma área de 45.000 km 2 entre os meridianos 42 o 30´W e 45 o W e paralelos 19 o 30´S e21 o S. Sedimento ativo de corrente na fração < 80# (ou 0.175 mm), foi pulverizado a < 150# (~0,100 mm), digerido com água régia quente e analisado para 53 elementos (ICPMS). Foram elaborados mapas uni-e multi-elementares. Sedimento de corrente é um meio efetivo no mapeamento
more » ... ivo no mapeamento geoquímico regional. Estruturas geoquímicas, unidades litológicas e processos de mineralização foram reconhecidos com a densidade de amostragem de 1 amostra por 12 km 2 . A densidade de amostragem é um fator chave na qualidade dos mapas geoquímicos produzidos. Deve-se tomar cuidado na interpretação dos resultados devido à sua natureza; estes dados não identificam anomalias geoquímicas específicas ou depósitos minerais individuais. A interpretação dos sedimentos de correntes não é direta e os processos secundários envolvidos na evolução deste material devem ser considerados. Estes dados podem ser usados na exploração mineral para se delinear alvos favoráveis para estudos mais detalhados. Depósitos minerais muitas vezes ocorrem em provinciais geoquímicas caracterizadas por elevadas concentrações de elementos de interesse econômico e farejadores. Depósitos minerais tendem a se localizar ao longo de unidades estratigráficas específicas e/ou trends estruturais por grandes áreas. Estes dados geoquímicos podem ser utilizados em estudos ambientais, apoiar tomadores de decisão na definição de políticas públicas e no manuseio sustentável do solo. Palavras-Chave: mapeamento geoquímico, sedimento de corrente, Quadrilátero Ferrífero, exploração mineral, mapeamento geológico ABSTRACT The geochemical survey of Iron Quadrangle was performed by the Geological Survey of Brazil -CPRM involving geochemical data from the area between 42 o 30´W and 45 o W and 19 o 30´S and 21 o S, totalling 45.000 km 2 . Active stream sediment was analyzed. Fine fractions (< 80# or 0.175 mm) were pulverized to -150# fraction (~ 0.100 mm), digested by hot acqua regia and analyzed for 53 elements by ICPMS. Maps of raw and manipulated data (element concentrations and multi-elemental scores) were made. Stream sediment (< 80# fraction) is an effective sampling medium for regional geochemical surveys. Geochemical structures, lithological units and mineralization processes were recognized with the sample density of 1 sample per 12 km 2 . Sample density has a key role in the quality of the geochemical maps produced. Caution must be taken when interpreting the results because of its nature; these data do not necessarily pinpoint specific geochemical anomalies or single ore deposits. The interpretation of stream sediment samples is not straightforward and must take into account secondary processes involved in the evolution of sampling media. These data may be used in mineral exploration to delineate favorable targets for more detailed studies. Mineral deposits often occur in geochemical provinces characterized by elevated concentration of elements of economic interest and pathfinder
doi:10.21715/gb2358-2812.2018322268 fatcat:dtxvi4774netpdz6qf3dvwavna