Avaliação biomecânica das fraturas intra-articulares do calcâneo e sua correlação clínica radiográfica

Marcos Emilio Kuschnaroff Contreras, Adriane Mara de Souza Muniz, Juliana Barcellos de Souza, Aluisio Otavio Vargas Avila, Noé Gomes Borges Junior, Diogo Rath Fingerl Barbosa, Luciano Manoel Martins Kroth, Marcos dos Reis Filho
2004 Acta Ortopédica Brasileira  
O presente estudo teve o objetivo de oferecer uma avaliação clínica, radiográfica e biomecânica de pacientes com fratura intraarticular de calcâneo, submetidos à redução aberta e fixação interna. A amostra consistiu em 22 pacientes, 20 do sexo masculino e dois do sexo feminino, com idade média de 40,95 (± 11,63) anos. Os autores realizaram avaliações radiográficas do ângulo de Böhler e Gissane, no pré e no pós-operatório, além de utilizarem a tomografia computadorizada para avaliação da
more » ... valiação da classificação de Sanders. A avaliação da Distribuição da Pressão Plantar foi realizada pelo sistema F-scan. Os resultados clínicos encontrados foram satisfatórios apresentando, pontuação média de 75,5 no critério da AOFAS.. A redução cirúrgica resultou em uma melhora dos ângulos de Böhler e Gissane. O estudo mostrou diferenças estatisticamente significantes entre o antepé o retropé fraturados no que tange sobre a área de contato, pressão e força de reação do solo. Os valores encontrados para estes parâmetros foram maiores no retropé que no antepé fraturados. A trajetória de Pressão (COP) foi menor no pé fraturado que no pé normal. Encontrou-se correlação entre o Ângulo de Gissane após a redução e o Segundo Pico de Força, indicando que quanto melhor a redução deste ângulo , melhor a impulsão. Também encontrou-se a correlação entre a pontuação AOFAS e o Primeiro Pico de Força, mostrando que quanto melhor o resultado clínico melhor o apoio do retropé.
doi:10.1590/s1413-78522004000200006 fatcat:n3sx5u5hoved3hwfcgqdrom74i