Influence of genotype-environment interaction on the classification of Nellore bulls in Southern Brazil

Tiago Bresolin, Dionéia Magda Everling, Paulo Roberto Nogara Rorato, Camila Urbano Braz, Fernanda Cristina Breda
2015 Acta Scientiarum: Animal Sciences  
The aim of this study was to assess the occurrence of genotype-environment interaction, as well as its effects on the magnitude of genetic parameters and the classification of Nellore breeding bulls for the trait adjusted weight at 205 days (W205) on Southern Brazil. The components of (co)variance were estimated by Bayesian inference, using a linear-linear animal model in a bi-trait analysis. The proposed model for the analyses considers as random the direct additive genetic and maternal
more » ... and maternal effects and residual effects, and as fixed effects the contemporary groups, sex, season of birth and weighing, and calving age as covariable (linear and quadratic effects). The a posteriori mean estimates of the direct heritabilities for W205 in the three States varied from 0.24 in Paraná (PR) to 0.34 in Santa Catarina (SC). The estimates of maternal heritability varied from 0.23 in SC and Rio Grande do Sul (RS) to 0.28 in PR. The a posteriori mean distributions of the genetic correlation varied from 0.52 between SC and RS, to 0.84 between PR and RS, suggesting that the best breeding bulls in SC are not the same as in RS. Interação genótipo-ambiente na classificação de touros da raça Nellore na região Sul do Brasil RESUMO. O objetivo deste trabalho foi verificar a ocorrência de interação genótipo-ambiente, bem como seu efeito sobre a magnitude dos parâmetros genéticos e na ordem de classificação dos reprodutores para a característica peso ajustado aos 205 dias (P205) para a raça Nellore no sul do Brasil. Os componentes de (co)variância foram estimados por meio da inferência Bayesiana, adotando um modelo animal linear-linear, em análise bi-característica. O modelo proposto para todas as análises considera como aleatórios os efeitos genéticos aditivos diretos e maternos e o residual e como fixos os efeitos de grupos de contemporâneos, sexo, estação de nascimento e de pesagem e a idade da vaca ao parto como co-variável (efeitos lineares e quadráticos). As estimativas médias a posteriori das herdabilidades diretas para P205 nos diferentes Estados variaram de 0,24 no Paraná (PR) a 0,34 em Santa Catarina (SC). As estimativas de herdabilidade materna variaram de 0,23 em SC e Rio Grande do Sul (RS) a 0,28 no PR. As médias das distribuições a posteriori das correlações genéticas variaram de 0,52, entre SC e RS, a 0,84, entre PR e RS, sugerindo que os melhores reprodutores em SC não são os mesmos no RS. Palavras-chave: bovinos de corte, componentes de variância, correlação genética, inferência Bayesiana, parâmetros genéticos.
doi:10.4025/actascianimsci.v37i2.23602 fatcat:d5izcwkspzcqrirzmxhikfzyii