Reações adversas a medicamentos: conhecimento e atitudes dos profissionais de saúde em um hospital-sentinela de ensino do Ceará-Brasil, 2008

Helena Carmen Guerra Pinheiro, Vera Lúcia Edais Pepe
2011 Epidemiologia e Serviços de Saúde  
Resumo Objetivo: descrever o conhecimento e as atitudes dos profissionais de saúde acerca das suspeitas de reações adversas a medicamentos em um hospital-sentinela de ensino. Metodologia: aplicou-se um questionário autopreenchido a 126 profissionais, compreendendo médicos, farmacêuticos e enfermeiros envolvidos diretamente com o medicamento e atividades de ensino. Resultados: a análise apontou predominância do gênero feminino, da faixa etária de 41 a 50 anos, do tempo de formado entre 21 e 30
more » ... ado entre 21 e 30 anos, do tempo na instituição de 11 a 20 anos, e que a maioria porta títulos de pós-graduação. Os conhecimentos adquiridos no hospital sobre reações adversas a medicamentos (RAM) foram considerados insuficientes na opinião de 43,7% dos profissionais. Cerca de metade (54,0%) assinalou a definição de RAM totalmente correta e todos informaram adotar alguma atitude em presença de suspeita de RAM. Conclusão: a maioria dos profissionais de saúde apresentou conhecimento e todos adotaram atitudes frente as suspeitas de RAM. Palavras-chave: farmacovigilância; reação adversa a medicamento; vigilância sanitária; hospital. Summary Objective: to describe the knowledge and the attitudes of health professionals about suspected adverse drug reaction in a Scholl Hospital. Methodology: questionnaires were completed by 126 professionals, including physicians, pharmacists and nurses, working directly with activities involving medicines and education. Results: the analysis showed predominance of females, aged between 41-50 years, time of graduation ranging from 21 to 30 years, time working at the institution from 11 to 20 years and the majority has post-graduate degree. The knowledge acquired in the hospital on the adverse drug reactions (ADR) was considered insufficient for 43.7% of health profissionals. Nearly half (54.0%) marked the definition of ADR fully correct and all reported adopting some attitude in the presence of suspect ADR. Conclusion: most health professionals presented knowledge and all of them adopted attitudes when suspecting ADR.
doi:10.5123/s1679-49742011000100007 fatcat:m3wkz3gj5zcz3nhlftii6mzfje