Incidência de múltiplas fraturas faciais: estudo retrospectivo de 20 anos

Izabela Soares Minari, Cassio Messias Beija Flor Figueiredo, Júlio César Silva de Oliveira, Daniela Atili Brandini, Ana Paula Farnezi Bassi
2020 Research, Society and Development  
As fraturas faciais têm incidência variável de acordo com idade e gênero do indivíduo, localização geográfica e aspectos culturais, posição socioeconômica, influência do clima e tempo, utilização de álcool e drogas, variação das legislações de trânsito, violência doméstica e fatores etiológicos. Com o objetivo de verificar a epidemiologia do trauma facial na região de Araçatuba – SP, foi realizado um levantamento retrospectivo de vinte anos a partir dos prontuários de pacientes atendidos no
more » ... es atendidos no Serviço de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial da Unesp Araçatuba, verificando a incidência, fatores etiológicos, faixa etária e gênero de pacientes que sofreram múltiplas fraturas de face. Os dados obtidos foram inseridos no EpiInfo, para a realização da contagem e estatística (Teste de correlação de Spearman). Foram avaliados 2770 prontuários, dos quais, 357 pacientes apresentaram mais de uma fratura na face. Foi observado que houve uma maior prevalência em pacientes do gênero masculino (p<0.05). O fator etiológico em destaque foi o acidente motociclístico seguido dos acidentes automobilísticos e a agressão física. Múltiplas fraturas em face são eventos muito frequentes nas emergências hospitalares, sendo que os homens são mais frequentemente atingidos, e os acidentes de alto impacto os que mais determinam a gravidade e a associação de fraturas faciais.
doi:10.33448/rsd-v9i8.5347 fatcat:2mf2i64twbfotokcybw5ynr7tq