DAS BRUXAS, SALUDADORAS, SANTEIRAS, CUSPIDEIRAS E MEIGAS EUROPEIAS ÀS ATUAIS REZADEIRAS TRADICIONAIS BRASILEIRAS

Yls Rabelo Câmara
2020 Revista Caminhos - Revista de Ciências da Religião  
Este artigo apresenta um panorama acerca de nossas rezadeiras tradicionais: de suas origens europeias até os dias atuais. Acreditamos que o estudo dessas mulheres que curam é valido e deve ser intensificado para que seu legado não se perca. Portanto, ancoramo-nos em teóricos como Araújo (2011), Morais (2007), Santos (2007, 2009) e Theotonio (2011). Concluímos que as rezadeiras vêm sofrendo transformações ao longo dos séculos, sem perder sua essência e daí a relevância desse trabalho: servir de
more » ... rabalho: servir de instrumento a mais na preservação da memória dessas mulheres que provêm a auto cura e a cura de outrem.
doi:10.18224/cam.v18i2.8074 fatcat:7snba4fi6nhu7mifcduurgsxpi