Comparação funcional entre revisão de artroplastia de joelho séptica e asséptica

Olavo Biraghi Letaif, Renato Frucchi, Caio Oliveira D'Elia, Marco Kawamura Demange, Roberto Freire da Mota e Albuquerque, Márcia Uchoa de Rezende, José Ricardo Pécora, Arnaldo José Hernandez, Gilberto Luís Camanho
2009 Acta Ortopédica Brasileira  
INTRODUÇÃO: A artroplastia total de joelho (ATJ) não é um procedimento isento de riscos. A infecção na ATJ não é a complicação mais comum, porém é uma das mais graves. A revisão em 2 tempos é a escolha nos casos de infecção profunda da prótese de joelho. Por outro lado, a soltura asséptica chega a quase metade das indicações de revisão de artroplastias primárias. A queda do nível de satisfação do paciente pode cair nas revisões. OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi comparar através dos
more » ... parar através dos resultados obtidos nos escores funcionais e de qualidade de vida entre cirurgia de revisão de ATJ por soltura séptica e asséptica. MÉTODO: Realizamos escores HSS e SF-36 para avaliar a qualidade de vida e o resultado funcional entre pacientes submetidos à cirurgia de revisão da ATJ entre dois grupos, um que realizou a substituição da prótese em dois tempos (séptica) e outro no qual a substituição ocorreu em tempo único (asséptica). RESULTADOS: A análise dos dados obtidos mostra melhor desempenho do segundo grupo na pontuação do HSS e em 06 dos 08 domínios do SF-36. Conclusão: A revisão de ATJ em tempo único apresenta melhores resultados funcionais.
doi:10.1590/s1413-78522009000300007 fatcat:wzqeyy33ibd6ldl6vyhluzvhlu