Estaquia caulinar de Rubus erythrocladus Mart. ex Hook.f em diferentes concentrações de ácido indolbutírico

Júlio Tagliari Balestrin, Rodrigo Oliveira Lamb, Vinicius Ferrari, Juliana Marcia Rogalski
2020 Revista Eletrônica Científica da UERGS  
O arbusto Rubus erythrocladus Mart. ex Hook.f. (amora-verde) é uma espécie endêmica do Brasil e uma das plantas alimentícias não convencionais que apresenta grande potencial de uso, devido ao sabor agradável de seus frutos e às altas concentrações de flavonoides. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes concentrações de AIB no enraizamento de estacas caulinares de R. erythrocladus. O experimento foi realizado em casa de vegetação no IFRS – Campus Sertão, durante o período de
more » ... ante o período de novembro de 2018 a janeiro de 2019. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com seis concentrações (0, 500, 1.000, 2.000, 3.000, 4.000 mg L-1) de AIB, cinco estacas por unidade experimental e quatro repetições, totalizando 120 estacas. A percentagem de sobrevivência e de enraizamento das estacas, o número de raízes e o comprimento da maior raiz foram avaliados após 60 dias da implantação do experimento. Os dados foram analisados através de análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey (α = 0,05). O número de raízes e o comprimento da maior raiz foram avaliados através de estatísticas descritivas (média e desvio padrão). As estacas tratadas com AIB na concentração 1.000 mg L-1 apresentaram maior sobrevivência e enraizamento (60%), maior número de raízes (2,8 ± 2,6) e maior comprimento de raiz (6,5 ± 2,5 cm), diferindo estatisticamente dos demais tratamentos. A propagação por estaquia em R. erythrocladus é possível. A aplicação de AIB na concentração de 1.000 mg L-1 foi o melhor tratamento para a rizogênese das estacas.
doi:10.21674/2448-0479.63.193-197 fatcat:gnnv42i7mneuthr2w2abpmrhki