Otimização de metodologia PCR-SSP para identificação de polimorfismos genéticos de TNF e IL2

Danilo A. S. Franceschi, Dangelo O. Viel, Ana Maria Sell, Luiza T. Tsuneto, Jeane E. L. Visentainer
2009 Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia  
Introdução Citocinas são participantes efetivos na patogênese de diversas doenças, como câncer, doenças metabólicas, infecciosas e autoimunes, assim como em condições inflamatórias. 1-3 Elas também são mediadores de respostas imunológicas produzidas em situações de rejeição e doença do enxerto contra o hospedeiro (DECH), após transplante de órgãos sólidos 4 e células progenitoras hematopoéticas, 5 respectivamente. Estudos de genes de citocinas mostraram que diversos polimorfismos em regiões
more » ... smos em regiões reguladoras destes genes podem ser responsáveis por alterações na produção destas cito-Otimização de metodologia PCR-SSP para identificação de polimorfismos genéticos de TNF e IL2 A análise de polimorfismos únicos de nucleotídeos (SNPs) de citocinas pode ser útil em estudos de frequências alélicas e genotípicas em populações saudáveis de diversas regiões, em estudos de associação com doenças infecciosas ou autoimunes, em estudos antropológicos e na evolução pós-transplante. Estes SNPs podem ser avaliados por diferentes métodos moleculares. O objetivo deste estudo foi aperfeiçoar uma metodologia PCR-SSP simples e rápida para a genotipagem de três SNPs de citocinas usando um único teste laboratorial. Para a identificação de IL2-330T/G e IL2+166G/T foram utilizados dois procedimentos na mesma genotipagem, cada um baseado no uso de quatro iniciadores. Para a detecção de TNF-238G/A foram utilizados dois iniciadores que amplificam a guanina e adenina na posição -238. Este estudo permitiu aperfeiçoar um método simples e rápido para identificar três SNPs de citocinas num único teste, podendo ser utilizado em qualquer laboratório de biologia molecular, como alternativa ao uso de kits de alto custo. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. 2009;31(4):241-246. Palavras-chave: Citocinas; IL2; metodologia; polimorfismos únicos de nucleotídeos; TNF. Artigo / Article
doi:10.1590/s1516-84842009005000055 fatcat:vcxsdixt3reg5cboygsb5ydj2u