ROMANCE E MEMÓRIA: RETRATOS DA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL EM PASSEIO AO FAROL DE VIRGINIA WOOLF

Giancarlo Moreira Rodrigues, Univerdade Estadual do Norte do Paraná, Luciana Brito, Univerdade Estadual do Norte do Paraná
2020 EntreLetras  
Resumo: O presente estudo tem por objetivo apresentar os efeitos da primeira guerra mundial no romance Passeio ao farol, de Virginia Woolf, por meio de teóricos que discutem a relação entre memória, história e literatura, como é o caso de Kramer, Halbwachs, Ricceur, Heller, Bosi, Lima, Benjamin, dentre outros. Vale ressaltar que, em Passeio ao farol, a escritora inglesa expressa, por meio de monólogos interiores, as tensões e destruições provocadas pela guerra, além de realizar várias
more » ... ar várias indagações a respeito da humanidade e seus valores. A primeira guerra mundial se tornaria um fator de crise no contexto do homem do século XX, pois o mesmo que efetivou inovações nos saberes também destruiu os seus semelhantes por interesse e poder. Virginia Woolf, imbuída desta perspectiva crítica, desconstrói a figura do homem tradicional em seu romance e apresenta um novo ser, cuja representação é fragmentada e caótica. Esta pesquisa, cujo caráter é comparativo, tem o intuito de averiguar tais alterações. Palavras-chave: memória; romance; primeira guerra mundial; Virgínia Woolf. Abstract: Present study has since objective presents the effects of the first world war in the novel To the lighthouse, of Virginia Woolf, through theoreticians who discuss the relation of the memory, history and literature, since it is the case of Kramer, Halbwachs, Ricceur, Heller, Bosi, Lima, Benjamin, among others. It costs standing out that, in to the lighthouse, the English definite writer, through inner monologues, the tensions and destruction provoked by the war, besides carrying out several investigations as to the humanity and his values. The First World War would become a factor of crisis in the context of the man of the century XX, since the same thing that brought innovations into effect you in knew; there was the same thing what to destroy his similar for interest and power. Virginia Woolf imbued with this critical perspective, deconstructs the figure of the traditional man and it presents a new one to be whose representation is broken up and chaotic. This research, whose character is comparative, aims to investigate such changes.
doi:10.20873/uft.2179-3948.2020v11n1p139 fatcat:pfs5u6xgk5ctveqs3e6zitjsii