Visibilidade em coloproctologia está correlacionada com atividade em pesquisa

Antonio Sérgio Brenner, Vanessa Zeni de Lima, Michele Varaschim, Paola Zarur Varella, Bruno Zeni de Lima, Sérgio Brenner
2008 Revista Brasilera de Coloproctologia  
INTRODUÇÃO: O objetivo do presente estudo foi avaliar a influencia da atividade médica em pesquisa, com a exposição que o coloproctologista tem nos congressos da Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP). MÉTODOS: Comparamos o número de publicações em revistas indexadas ao Medline e Lilacs de cada palestrante dos últimos cinco congressos da SBCP, com o número de publicações de médicos sócios não palestrantes, selecionados aleatoriamente. A pesquisa incluiu o ano de 1965 até 2005,
more » ... até 2005, respeitando o mesmo tempo de formado e estado de atuação profissional. RESULTADOS: Foram selecionados um total de 13 conferencistas e 88 palestrantes dos últimos 5 congressos da SBCP, que foram comparados com 102 médicos sócios não palestrantes da SBCP. Os palestrantes publicaram mais trabalhos científicos que os não palestrantes (p<0,0009), e os conferencistas produziram estatisticamente mais publicações (p<0,0009). Maior visibilidade foi observada em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais (71,8%, 6,5% e 6,5% dos palestrantes respectivamente), e maior atividade científica foi observada entre 20 e 40 anos de atividade profissional. A grande maioria das publicações foi em revistas nacionais, especialmente na revista da SBCP (aproximadamente 45%). CONCLUSÃO: A exposição do médico como convidado nos congressos da SBCP e o volume de produção científica estão correlacionados.
doi:10.1590/s0101-98802008000300008 fatcat:xticbcwyfbf6pnoyw25aa6yrbe