Equus (Amerhippus) neogaeus Lund, 1840 (Perissodactyla, Equidae) no Quaternário do Estado do Paraná, Brasil

David Dias da Silva, Fernando Antonio Sedor, Ana Maria Ribeiro
2012 Revista Brasileira de Paleontologia  
EQUUS (AMERHIPPUS) NEOGAEUS LUND, 1840 (PERISSODACTYLA, EQUIDAE) FROM THE QUATERNARY OF PARANÁ STATE, BRAZIL. The fossil record of Equidae in southern Brazil is restricted to Rio Grande do Sul State and is represented by isolated teeth and fragmentary cranial and postcranial remains. This paper describes Equus (Amerhippus) neogaeus Lund from Paraná State, where Pleistocene mammals are poorly known. The material is a left dentary with cheek teeth and was found in the Mangueirinha Municipality in
more » ... nha Municipality in a small alluvial terrace, associated with some remains of Gomphoteriidae and Megatheriidae. The presence of E. (A.) neogaeus suggests an open paleoenvironment with xerofitic vegetation, and could indicate a Lujan Age/Stage (late Pleistocene/early Holocene) for the assemblage fauna. Key words: Quaternary, megafauna, south of Brazil, holartic ungulate. RESUMO -O registro fóssil de Equidae para a região sul do Brasil está restrito ao Estado do Rio Grande do Sul, representado por material fragmentário e dentes isolados. Este trabalho descreve Equus (Amerhippus) neogaeus Lund para o Quaternário do Estado do Paraná, onde os mamíferos pleistocênicos são pobremente conhecidos. O material está representado por um dentário esquerdo incompleto com toda a série molariforme, procedente do Município de Mangueirinha, e foi encontrado em um pequeno terraço aluvionar associado a alguns ossos e dentes de Gomphotheriidae e Megatheriidae. E. (A.) neogaeus sugere paleoambiente aberto com vegetação xerofítica, sendo que sua presença poderia indicar uma Idade/Piso Lujanense (Pleistoceno superior-Holoceno inferior) para a assembleia. Palavras-chave: Quaternário, megafauna, sul do Brasil, ungulado holártico.
doi:10.4072/rbp.2012.3.09 fatcat:cq3zrybczbeqvjyw7sweog4fgu