UMA FERRAMENTA MULTIRREFERENCIAL CONSTRUÍDA NO TRABALHO COM GRUPOS EM UM CONTEXTO DE MUDANÇAS NA CULTURA INSTITUCIONAL E NA DINÂMICA DOS SEUS MICROPODERES

Isabela B. S. J. Ayres
2014 Revista Baiana Saúde Pública  
Resumo O texto discute o processo de construção coletiva de um projeto de Escola do SUS, os seus limites e possibilidades, em um momento institucional específico. Optou-se pelo enfoque estratégico-situacional do Planejamento em Saúde, pela Psicologia Social pichoniana e pela abordagem multirreferencial de currículo e espaços de aprendizagem, na sua composição metodológica. Os resultados deste processo aparecem no Projeto Político-Pedagógico (PPP), no Primeiro Plano Operativo e na Proposta de
more » ... e na Proposta de Regimento da escola. Para o alcance destes resultados, o referencial teórico-metodológico propiciou um instrumental diferenciado, capaz de sustentar o trabalho e aprendizagens grupais e lidar com mudanças na cultura institucional e na dinâmica dos seus micropoderes, considerando que o processo foi vivenciado como crise de identidade pela maioria dos técnicos. Os limites identificados evidenciaram a necessidade de aprofundar as dimensões político-pedagógica, ética e estética do planejamento em saúde, considerando a "gestão da mudança" como uma tarefa a ser mantida, que articula Planejamento e PPP. Visto como uma experiência de educação permanente, esse processo constituiu-se em um aprendizado singular e válido na formação da equipe da Escola, cuja atuação na implantação de ações de educação permanente no SUS-Bahia pretende ser expressiva. Palavras-chave: Planejamento. Escola do SUS. Educação Permanente em Saúde. a Médica Sanitarista, Mestre em Saúde Coletiva pela UFBA, formação em coordenação de Grupos Operativos, técnica da EESP no período estudado. Abstract This study discusses the process of collective construction in a National Health System (SUS) School project, its limits and possibilities, during a specific institutional period. The study's methodology follows the Health Planning strategic-situational approach, the Pichonian Social Psychology Theory, and the Multi-referential View of Curriculums and Learning Spaces. The results of this process appear in the Pedagogic Political Project (PPP), in the first Operational Plan and in the Regiment Proposal of the School. To reach these results, the theoretical-methodological referential offered a differentiated instrument capable of sustaining group work and learning, as well as dealing with changes in the institutional culture and dynamics of its micro powers, considering that the process had an identity-crisis effect on most of its technicians. The limits identified illustrated the need to deepen the pedagogic-political dimensions, and the ethics and esthetics of the health planning, considering change management as a task to be maintained to articulate Planning and PPP. Seen as an experience of permanent education, this process constituted a singular and valid education in the formation of the School team, whose performance in the implementation of permanent education activities for SUS Bahia intends to be expressive.
doi:10.22278/2318-2660.2007.v31.n0.a1420 fatcat:6s5h5otyivc43gecu4mnhv37bi