TRANSLATION AND CROSS-CULTURAL ADAPTATION OF UCLA LONELINESS SCALE – (VERSION 3) FOR THE ELDERLY IN BRAZIL

Tatiane Prette Kuznier, Flávia de Oliveira, Luciana Regina Ferreira da Mata, Tânia Couto Machado Chianca
2016 REME: Revista Mineira de Enfermagem  
RESUMO Objetivo: realizar a tradução e adaptação cultural de uma escala de solidão em uma amostra de idosos no Brasil. Método: trata-se de estudo metodológico de tradução e adaptação cultural para a língua portuguesa do Brasil da UCLA Loneliness Scale (version 3). O processo de tradução e adaptação cultural da escala envolveu as seguintes etapas: tradução inicial, síntese das traduções, retrotradução, comitê de juízes e pré-teste. Os dados referentes ao pré-teste foram analisados utilizando-se
more » ... ados utilizando-se o programa estatístico SPSS, versão 21.0. A análise da confiabilidade da escala foi calculada por meio do alfa de Cronbach. A significância adotada neste estudo foi de 5%. Resultados: o referencial metodológico utilizado nesta pesquisa permitiu preservar as características do instrumento original, ao mesmo tempo em que possibilitou a obtenção de um instrumento adaptado à realidade cultural brasileira, revelando-se semanticamente, idiomaticamente, culturalmente e conceitualmente equivalente à versão original. Conclusão: a versão adaptada da UCLA Loneliness Scale (version 3) mostrou-se confiável, de fácil aplicação e compreensão pelos idosos. Palavras-chave: Idoso; Saúde do Idoso; Solidão; Tradução; Escalas. ABSTR ACT Objective: to carry out the translation and cultural adaptation of a loneliness scale in a sample of elderly in Brazil. Method: This is a methodological study of translation and cultural adaptation of the UCLA Loneliness Scale (version 3) to the Portuguese of Brazil. The process of translation and cultural adaptation of the scale involved the following steps: initial translation, synthesis of translations, back translation, expert committee and pre-test. The data relating to pre-test were analyzed using SPSS, version 21.0. The analysis of reliability of the scale was calculated using Cronbach's alpha. The significance level adopted in this study was 5%. Results: the methodological framework used in this study has allowed to preserve the characteristics of the original instrument while also made it possible to obtain an instrument adapted to the Brazilian culture and, nevertheless, showing to be semantically, idiomatically, culturally and conceptually equivalent to the original version. Conclusion: the adapted version of UCLA Loneliness Scale (version 3) proved to be reliable, easy to use and to understand by the elderly
doi:10.5935/1415-2762.20160019 fatcat:ut4my7pptbfg5e47lrf4u5f6mi