Análise dos óbitos decorrentes de intoxicação ocorridos no Brasil de 2010 a 2015 com base no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM)

Rosany Bochner, Marina Moreira Freire
2020 Ciência & Saúde Coletiva  
Resumo Muitos estudos analisam o perfil epidemiológico dos óbitos causados por um único agente tóxico. No entanto, análises mais amplas da mortalidade podem ser obtidas avaliando múltiplos agentes em um mesmo período de tempo. Com esse objetivo, foi realizado um estudo descritivo retrospectivo dos óbitos decorrentes de intoxicações ocorridos de 2010 a 2015 no Brasil, registrados pelo SIM. Os óbitos foram selecionados de acordo com os códigos da CID-10 relacionados a intoxicações. Foram
more » ... ões. Foram registrados pelo SIM, no período do estudo, 18.247 óbitos decorrentes de intoxicação, resultando em crescimento de 3% no coeficiente de mortalidade. Os agentes que mais causaram óbitos foram os agrotóxicos (24%) seguidos dos medicamentos (23%) e das drogas de abuso (22%). Com exceção dos medicamentos, em que a participação do sexo feminino foi de 52%, verificou-se maior concentração do sexo masculino para todos os agentes e na maioria das faixas etárias. Somente para os medicamentos e agrotóxicos, o suicídio foi a principal circunstância dos óbitos. Os resultados apresentados foram capazes de delinear um perfil de mortalidade para cada um dos principais agentes tóxicos estudados.
doi:10.1590/1413-81232020252.15452018 pmid:32022215 fatcat:wsbtquksonekbesh4xxalwfqda