A escrita no Centro Psychico de Caetité, Bahia: funções e usos (1905-1930)

Joseni Pereira Meira Reis, Ana Maria Oliveira Galvão
2020 Educação (UFSM)  
Este trabalho buscou identificar e analisar quais eram os tipos e as funções da escrita no Centro Psychico de Caetité, Bahia, nas primeiras décadas do século XX. Insere-se, assim, em um conjunto de estudos que busca compreender o papel de instâncias religiosas no letramento da população. Os estudos realizados nos âmbitos da história cultural, da cultura escrita e da história da educação nortearam a pesquisa teórica e metodologicamente. As fontes documentais, principalmente as que se encontram
more » ... que se encontram no arquivo da instituição, possibilitaram o seu desenvolvimento. O Centro foi fundado em 1905 por um grupo de homens pertencentes à elite econômica, política, social e cultural da cidade. Os resultados da pesquisa mostraram que a instituição mantinha intensa produção de materiais escritos, que foram produzidos por meio da escrita tanto manuscrita como impressa, com a utilização de suportes variados, como, por exemplo, atas, cartas, jornal e outros. Essa escrita atendia a duas principais dimensões: a espiritual, desempenhando as funções mediúnica, de assistência social e a homeopática; e a cotidiana, que estava voltada para as demandas da instituição e dos seus membros, expressas por meio das funções civil e pessoal, normativa, administrativa e de formação de redes de publicações. Assim, o Centro contribuiu, sobretudo por meio da divulgação da doutrina espírita, para aproximar e intensificar o contato dos adeptos com a cultura escrita.
doi:10.5902/1984644438126 fatcat:bqgtt66p6nfmnhbizh3mzj5ngi