O NORDESTE BRASILEIRO ENTRA NA GUERRA FRIA: PODER E FRAGMENTAÇÃO POLÍTICA NAS RELAÇÕES BRASIL-ESTADOS UNIDOS DIANTE DA ALIANÇA PARA O PROGRESSO (1961-1964)

Pedro Carvalho Oliveira
2020 História e Cultura  
O presente trabalho fará um breve exame sobre a preocupação dos Estados Unidos quanto ao Nordeste brasileiro após a Revolução Cubana de 1959, episódio marcante para a intensificação da Guerra Fria e fundamental para a criação da Aliança Para o Progresso, programa desenvolvido no governo John F. Kennedy almejando fornecer subsídios econômicos para o desenvolvimento da América Latina e evitar que o exemplo cubano se repetisse, encontrando brechas para a consequente influência estadunidense. Nossa
more » ... stadunidense. Nossa hipótese é a de que seu sucesso entre políticos nordestinos foi favorecido por especificidades originadas no regionalismo e na relativa autonomia de poderes políticos locais.
doi:10.18223/hiscult.v9i2.2769 fatcat:s477raw5qngmdkjsn77knsql6m