ANALISANDO PADRÕES DE COLOCADOS COMO TRAÇOS DO ESTILO DA TRADUÇÃO:

Mayelli Caldas de Castro, Marina Sampaio Montenegro
2016 Belas Infiéis  
Neste estudo exploratório descreve-se o estilo de duas traduções de Heart of Darkness (CONRAD, 1902), uma espanhola (FOLCH, 2007) e uma do português europeu (RODRIGUES, 2009), usando um corpus paralelo. O estudo tem como aporte teórico os estudos de estilo da tradução e utiliza a metodologia dos Estudos da Tradução Baseados em Corpus – ETBC. Toma-se como base Stubbs (2003, 2005), que defende o uso de informações quantitativas para um estudo mais detalhado da obra de Conrad. Stubbs (2003, 2005)
more » ... tubbs (2003, 2005) afirma que um dos temas principais da obra de Conrad é realizado pela repetição de itens lexicais que denotam incerteza e impressões vagas, especialmente pelo uso elevado do lema seem* (79). Stubbs (2005) chama atenção para o fato de que o lema seem*, que não é comumente um verbo de frequência alta em textos ficcionais, está entre os 10 verbos mais frequentes na obra. Investigando-se a alta frequência do lema parec* nos dois textos traduzidos (TTs) referidos verificou-se que em Folch (2007) a frequência é maior (111) em relação ao texto fonte (TF), pois se observa que o tradutor utilizou essa forma para a tradução de outros itens que não aqueles derivados do lema seem*. Rodrigues (2009) apresenta uma frequência um pouco maior do lema parec* (126) e realiza 15 escolhas diferentes para a tradução dos itens lexicais derivados de seem*. Com base nesses dados, procura-se descrever as mudanças significativas que ocorreram no estilo dos textos traduzidos com relação ao uso do verbo parecer.
doi:10.26512/belasinfieis.v4.n3.2015.11349 fatcat:cphpf7i3hrbn3ngcjwewcefrf4