ANÁLISE DE RISCO SOBRE O IMPACTO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS NA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA PINTA PRETA DO MAMOEIRO NO BRASIL

Willian Bucker Moraes, Wanderson Bucker Moraes, Fernando Carrara Cosmi, Waldir Cintra de Jesus Junior, Roberto Avelino Cecilio, Ranolfo Valadares Junior, Antônio Fernando de Souza
2011 Nucleus  
RESUMO: O mamoeiro apresenta ampla distribuição geográfica, o que demonstra a grande capacidade de adaptação a diferentes condições climáticas, sendo uma fruteira de clima tropical. As mudanças climáticas globais (MCG) previstas para as próximas décadas poderão alterar os problemas fitossanitários da cultura do mamoeiro, de modo que é necessário e urgente entender os impactos dessas MCG sobre as doenças de modo a evitá-los. O presente trabalho visou analisar possíveis impactos MCG sobre a pinta
more » ... s MCG sobre a pinta preta do mamoeiro no Brasil, através da elaboração de mapas de distribuição da doença feitos a partir dos cenários do IPCC. Os mapas mostram redução da área favorável à doença em relação ao clima atual para os cenários futuros (cenário A2 eB2). As reduções na incidência da doença serão mais pronunciadas para o cenário A2 que para o cenário B2. Esse fato provavelmente está relacionado à redução da umidade relativa média para níveis desfavoráveis à ocorrência da doença, ou seja, para valores abaixo de 70% e aumento da temperatura média acima de 27°C. Palavras chave: Aquecimento global. Doenças de planta. Sistema de informação geográfico. SUMMARY: Papaya has a wide geographical distribution, which demonstrates the great adaptability to different climatic conditions, being fruit from a tropical climate. Global climate change (GCC) scheduled for the coming decades could alter the disease problems of papaya crop, so it is necessary and urgent to understand the impacts of these diseases on the GCC in order to avoid them. This study aimed to analyze possible impacts on the GCC black spot of papaya in Brazil, through the mapping of disease distribution made from the IPCC scenarios. The maps show a reduction in the favorable area for the disease in relation to both current climate for future scenarios (scenario A2 as for B2). The reductions in disease incidence will be more pronounced for the A2 scenario than for the B2 scenario. This fact is probably related to the reduction in relative humidity to levels
doi:10.3738/1982.2278.557 fatcat:wlsmfvu7wzenpouar7g7q5arpm