Gilberto Freyre, professor e sistematizador da sociologia brasileira

Amurabi Oliveira
2018 Contemporânea - revista de sociologia da UFSCar  
Resenha do livro: mEUCCI, Simone . Artesania da sociologia no Brasil: contribuições e interpretações de Gilberto Freyre. Appris: Curitiba, 2015. Uma das sínteses mais conhecidas sobre os clássicos do pensamento social brasileiro (PSB) encontra-se no prefácio feito por Antônio Cândido (1918-2017) para quinta edição de Raízes do Brasil (2006Brasil ( [1936), publicada em 1969, que, de certo modo, cristalizou uma visão acerca de autores fundamentais para essa área de conhecimento. Em suas palavras:
more » ... . Em suas palavras: Os homens que estão hoje um pouco para cá ou um pouco para lá dos cinquenta anos aprenderam a refletir e a se interessar pelo Brasil sobretudo em termos de passado e a partir de três livros: Casa-grande e senzala, de Gilberto Freyre, publicado quando estávamos no ginásio; Raízes do Brasil, de Sergio Buarque de Holanda, publicado quando estávamos no curso complementar; Formação do Brasil Contemporâneo, de Caio Prado Júnior, publicado quando estávamos na escola superior. São estes os livros que podemos considerar chaves, os que parecem exprimir a mentalidade ligada ao sopro de radicalismo intelectual e análise social que eclodiu depois da Revolução de 1930 e não foi, apesar de tudo, abafado pelo Estado Novo. (Cândido, 2006: 9).
doi:10.4322/2316-1329.078 fatcat:jl57fzw435g4pdfets4im3ekla