Relação entre a patogenicidade de Schistosoma mansoni em camundongos e a susceptibilidade do molusco vetor: I. Infecciosidade das cercárias e carga de vermes

Eliana Maria Zanotti-Magalhães, Luiz Augusto Magalhães, José Ferreira de Carvalho
1991 Revista de Saúde Pública  
Foram pesquisadas as possíveis influências que os mecanismos imunes do molusco poderiam exercer no desenvolvimento dos esporocistos e no comportamento do verme adulto no hospedeiro vertebrado. Utilizaram-se duas linhagens de S. mansoni (BH e SJ), selecionadas para o caráter susceptibilidade e mantidas, respectivamente, em Biomphalaria glabrata e Biomphalaria tenagophila, seus hospedeiros invertebrados naturais. Formaram-se grupos experimentais de camundongos infectados com cercárias oriundas de
more » ... rcárias oriundas de moluscos das duas espécies, pertencentes às gerações P, F1, F2, F3 e F4. Foram calculadas as taxas de infecção dos moluscos, número de cercárias penetrantes e o número de esquistossomos adultos nos roedores. Concluiu-se que a maior susceptibilidade de B. tenagophila determinou maior capacidade das cercárias em se tornarem vermes adultos. A maior susceptibilidade de B. glabrata originou maior capacidade de penetração das cercárias.
doi:10.1590/s0034-89101991000500006 pmid:1820625 fatcat:isrcfgx5fzcohokxvzdaysg5bi