Brasílias pobres, Brasílias ricas: perspectivas de futuro entre adolescentes

Isolda de Araújo Günther, Hartmut Günther
1998 Psicologia: Reflexão e Crítica  
Resumo Investigou-se como adolescentes percebem seu futuro a partir da estrutura de oportunidade que lhes é disponível. Variáveis sóciopessoais, idade, gênero, série, trabalho, escola que freqüentam, foram relacionadas com perspectivas de futuro. Participaram 335 jovens (185 M, 150 F) com idade média de 16 anos e 2 meses. Os dados foram coletados em cinco escolas: uma particular, uma pública e três destinadas a jovens carentes e/ou em situação de rua. Os respondentes assinalaram, numa escala de
more » ... ram, numa escala de onze itens com cinco níveis, expectativas quanto a escolaridade, trabalho, casa própria, saúde, amigos, seu país, políticos. A análise canônica resultou em duas correlações (r c = .68 e .34), apontando duas relações significativas: (a) adolescentes, freqüentando uma escola privada e cursando uma série mais avançada, revelaram maiores expectativas de concluir o segundo grau e entrar para a universidade; (b) não freqüentar uma escola privada associou-se a não esperar um emprego que garanta boa qualidade de vida, nem esperar possuir casa própria. Palavras-chaves: adolescentes, perspectiva de futuro Poor Brasília, rich Brasília: expectations about the future among adolescents Abstract The way adolescents view their future based on their current opportunities was investigated. Age, gender, year in school, working, and kind of school were related to expectations about the future. Some 335 youths (180 M, 150 F), average age 16 years and 2 months, responded to questionnaires in five kinds of schools: a private school, a traditional public school and three schools targeted for poor and/or street children. The respondents indicated on a five point scale their expectations about eleven aspects: schooling, work, owning a home, health, friends, country and politicians. A canonical analysis resulted in two correlations (r c = .68 e r c = .34), indicating two significant relations: (a) adolescent that are in a more advanced grade in a private school have higher expectations to finish high school and to enter university; (b) those who do not go to private school are less likely to expect a good job or to own a home.
doi:10.1590/s0102-79721998000200003 fatcat:inx6udh6krgqroktrgqi3uxqsu