O testemunho como linguagem do indizível. Um objeto inobjetável e sua jurisdição de possibilidades a partir da escola fenomenológica de Jean-Luc Marion

Donizete José Xavier
2020 Teoliterária: Revista Brasileira de Literaturas e Teologias  
A categoria testemunho tem alcançado nas últimas décadas um significado decisivo. Depois de um longo período de esquecimento emerge no âmbito eclesial, principalmente a partir do Concílio Vaticano II, como um instrumento de possibilidade de redescoberta da positividade da relação entre a Verdade comunicada e a liberdade responsiva. Nessa perspectiva, o testemunho pertence a ordem do mistério da liberdade humana. O presente artigo examina a categoria testemunho como linguagem do indizível, uma
more » ... do indizível, uma vez que, compreendido como linguagem, a categoria não se apresenta simplesmente como um argumento para a razão, mas portadora de "algo a mais" e indizível, capaz de dar sentido a uma vida que se entrega até às últimas consequências em uma plena liberdade. A reflexão, fundamentando-se na relação entre fenomenologia e teologia em Jean-Luc Marion, tem a responsabilidade de demonstrar que o testemunho enquanto linguagem do indizível excede em sentido e se manifesta como fenômeno saturado.
doi:10.23925/2236-9937.2020v21p206-229 fatcat:ruc2si3hsraa3gugcvfdvzbkza