Manejo alimentar para larvas de pacu Piaractus mesopotamicus

Tatiane Andressa LUI, Leandro Ferreira da SILVA, Agnaldo DEPARIS, Fábio BITTENCOURT, Wilson Rogério BOSCOLO, Adilson REIDEL
2015 Revista Acadêmica  
Resumo O objetivo deste estudo foi avaliar o desenvolvimento de larvas de pacu submetidas a diferentes manejos alimentares. O trabalho foi realizado no Laboratório de Aquicultura da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Campus de Toledo (PR), em conjunto com o Grupo de Estudos de Manejo na Aquicultura (GEMAq). O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, com seis tratamentos e seis repetições. Os tratamentos consistiam em (1) ração (50% de PB), (2) artêmia, (3) leite de
more » ... têmia, (3) leite de soja, (4) ração e artêmia, (5) ração e leite de soja e (6) leite de soja e artêmia. Os alimentos foram fornecidos para todos os tratamentos na mesma proporção, quatro vezes ao dia (08h00, 11h00, 14h00, 17h00) durante um período de dez dias. A temperatura (°C) foi mensurada duas vezes ao dia e se manteve em média 23,5±0,37 °C. Ao final do período experimental, os animais foram contados, medidos e pesados, para avaliar o peso final médio (mg), o comprimento final médio (mm) e a sobrevivência (%). Os tratamentos compostos com artêmia e somente artêmia tiveram os melhores resultados para os parâmetros avaliados. [P] Palavras-chave: Espécie nativa. Estágio inicial. Crescimento. Nutrição. Rev. Acad. Ciênc. Anim. 2015; 13:153-158 Lui TA et al.
doi:10.7213/academica.13.fc.ao16 fatcat:rf4vrvbjdzbargpsfzxuspdlt4