Técnica de sutura ajustável per-operatória simplificada para a correção de desvios horizontais: estudo de 153 casos

Iara Debert, Lucia Battistella Passos, Patrícia Grativol Saraiva, Vivian Onoda Tomikawa, Mariza Polati
2007 Arquivos Brasileiros de Oftalmologia  
Técnica de sutura ajustável per-operatória simplificada para a correção de desvios horizontais: estudo de 153 casos Descritores: Estrabismo/cirurgia; Anestesia geral; Técnicas de sutura; Esotropia; Exotropia Objetivo: Avaliar a técnica de sutura ajustável per-operatória simplificada para a correção de desvio horizontal. Métodos: Foram avaliados retrospectivamente os prontuários médicos de todos os pacientes que foram submetidos à cirurgia para correção de desvio horizontal utilizando a técnica
more » ... ilizando a técnica de sutura ajustável per-operatória simplificada no setor de Motilidade Ocular Extrínseca do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo no período entre janeiro de 2001 e novembro de 2005. Por essa técnica, o ajuste foi calculado com base no reflexo luminoso na córnea, considerando a diferença entre a medida préoperatória e sob plano anestésico profundo. Resultados: Foram realizadas 153 cirurgias, sendo 73 (47,8%) casos de esotropia (ET) e 80 (52,2%) de exotropia (XT). Após a anestesia, houve alteração do desvio em 123 (80,4%) pacientes, sendo que destes, 69 (56,1%) eram esotropia que diminuíram, 51 (41,5%) eram exotropia que aumentaram e 3 (2,4%) eram exotropia que diminuíram. Foi realizado o ajuste per-operatório em 60 (39,2%) casos, sendo 30 (41,1%) casos de esotropia e 30 (37,5%) de exotropia. Os resultados pós-operatórios foram avaliados após seguimento mínimo de 180 dias, com taxa de sucesso (considerando ortotropia, sub ou supercorreção de até 10 dioptrias prismáticas) de 71,6%. Conclusões: A técnica de sutura ajustável per-operatória simplificada, que foi apresentada em 2003 em um estudo com 49 pacientes operados pelo mesmo cirurgião, mostrou-se eficiente nessa série maior de casos e realizada por diferentes cirurgiões. É proposta para pacientes que não colaboram para outras técnicas de ajuste, visando aumentar o sucesso cirúrgico. RESUMO
doi:10.1590/s0004-27492007000100003 pmid:17505712 fatcat:hbmy5uj3ljaiziowmza7f6lo6e