Comportamento biomecânico do sistema prótese/implante em região anterior de maxila: análise pelo método de ciclagem mecânica

Henrique Eiji Tabuse, Cássia Bellotto Corrêa, Luís Geraldo Vaz
2014 Revista de Odontologia da UNESP  
INTRODUÇÃO : O adequado posicionamento tridimensional dos implantes é indispensável para garantir a previsibilidade no tratamento com implantes dentários. OBJETIVO : Analisar comparativamente o comportamento mecânico do sistema prótese/implante em região anterior de maxila, diferindo os sistemas de encaixe e posicionamento dos implantes. MATERIAL E MÉTODO : Utilizando um modelo prototipado de maxila, as situações estudadas foram: Grupo IC - implantes nos incisivos centrais e cantilever nos
more » ... cantilever nos incisivos laterais; Grupo IL - implantes nos incisivos laterais e pônticos nos incisivos centrais; Grupo ICIL - implantes no incisivo central e no incisivo lateral, intercalados com elementos suspensos. Para cada situação estudada, foram utilizadas as três conexões protéticas: hexágono externo, hexágono interno e cone-Morse. O ensaio de ciclagem mecânica foi realizado com a aplicação de 100 N de carga e frequência de 15 Hz no cíngulo dos incisivos a 45° com o longo eixo do dente, para simular o movimento mastigatório. RESULTADO : No ensaio de ciclagem mecânica, todos os modelos de todos os grupos com os três tipos de conexões protéticas atingiram um milhão de ciclos sem que ocorresse ruptura do parafuso, do componente protético ou da estrutura metálica. CONCLUSÃO : Com a metodologia e as condições empregadas, pode-se concluir que o comportamento mecânico das reabilitações implantossuportadas foi semelhante para os diferentes posicionamentos dos implantes e diferentes conexões protéticas.
doi:10.1590/s1807-25772014000100008 fatcat:rmu2vnvrhbe2hjsa73ew35zwam