Análise da influência do nistagmo espontâneo e pré-calórico na vectoeletronistagmografia

Gisiane Munaro, Pricila Sleifer, Fleming Salvador Pedroso
2009 Revista CEFAC  
OBJETIVO: verificar a ocorrência do nistagmo espontâneo / pré-calórico, sua direção, cálculo da velocidade angular média e real da componente lenta, sua influência quantitativa e qualitativa nas pro-vas calórica e rotatória em pacientes com sintomas vestibulares MÉTODOS: no período de janeiro a abril de 2006, 88 pacientes foram avaliados na Clínica de Audiologia do Centro Diagnóstico Mãe de Deus Center, em Porto Alegre, por Vectoeletronistagmografia computadorizada. RESULTADOS: 33 pacientes
more » ... S: 33 pacientes (37.5%) apresentaram nistagmo espontâneo e pré-calórico (olhos fechados), 19 mulheres (57,6%) e 14 homens (42,4%), idades entre 15 e 81 anos. Foram registradas 31 ocorrências do nistagmo espontâneo e 33 do pré-calórico. A análise estatística demonstrou diferença significante entre as médias da velocidade angular média e real, e entre o nistagmo espontâneo e o pré-calórico. Não houve correlação significativa entre as médias dos nistagmos espontâneo e pré-calórico com os resultados percentuais da prova calórica, porém, foi observada influência qualitativa, pela maior ocorrência de resultados do tipo predomínio direcional. Na prova rotatória, verificou-se assimetria em 11 casos (33,3%), coincidindo com a direção do nistagmo espontâneo e/ou pré-calórico. CONCLUSÃO: uma velocidade angular média de maior valor no nistagmo espontâneo e pré-calórico não determinou uma assimetria quantitativamente maior na prova calórica, embora qualitativamente observou-se uma maior ocorrência de predomínio direcional do nistagmo para o mesmo lado do nistagmo espontâneo e pré-calórico.
doi:10.1590/s1516-18462009000200019 fatcat:ygnonz5hxbdrhocs3pxkqnxjpu