Transições e duração do desemprego: uma revisão da literatura com novas evidências para Belo Horizonte

Mariangela Furlan Antigo, Ana Flávia Machado
2006 Nova Economia  
Este trabalho investiga os fluxos entre os estados do mercado de trabalho - ocupação, desemprego e inatividade - e a permanência no estado de desemprego na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com base nos dados da PME, entre 1997 e 2001. Entre as características individuais, os resultados apontam que o comportamento do desemprego para jovens e mulheres é afetado muito mais pela maior incidência desses grupos nesse estado, porque são observadas maior intensidade e maior freqüência dos fluxos
more » ... eqüência dos fluxos entre os outros estados de ocupação - desemprego e inatividade - do que por um longo período de permanência no desemprego. No caso de longa duração, os indivíduos mais escolarizados que estão há mais tempo sem trabalho e que, na última ocupação, tinham carteira de trabalho assinada são os mais atingidos. Percebe-se que a seletividade do mercado de trabalho, as formas precárias de inserção e o comportamento da atividade econômica dessa região contribuem para o aumento tanto do desemprego quanto da rotatividade entre os grupos com menor estabilidade no mercado de trabalho. Nesse sentido, conclui-se que o fenômeno do desemprego na RMBH é afetado não só por fatores individuais, como também pelo comportamento da atividade econômica, confirmando, assim, o predito pelos modelos de busca de emprego.
doi:10.1590/s0103-63512006000300001 fatcat:d4q75vst6nhghb6otev7hp5f2e