Aspectos da dinâmica interacional da narração de histórias por pessoas com afasia

Liliana Cabral Bastos, Lívia Miranda De Oliveira
2012 Calidoscópio  
RESUMO -Este artigo investiga aspectos da dinâmica interacional da narração de histórias por pessoas com afasia em uma interação face a face, com o objetivo de compreender como tais pessoas se instauram como narradores. A análise conjuga perspectivas estruturais e interacionais do estudo da narrativa a uma abordagem sociointeracional da dinâmica dos enquadres e footings. As narrativas em análise ocorreram em uma interação gerada por meio do método de grupo focal, do qual participaram duas
more » ... iciparam duas mulheres com afasia e uma das pesquisadoras. A transcrição foi feita de acordo com convenções adaptadas e simplifi cadas da Análise da Conversa. Por meio da análise de mudanças contínuas de enquadres e da negociação de footings, pôde-se observar como as participantes com afasia se inserem nessa dinâmica e de que recursos lançam mão para se posicionarem como narradoras. Observamos que elas marcam coerência tópica entre a fala em curso e a história através de glosas e retomadas de falas anteriores, assim como de concordâncias com avaliações anteriormente emitidas. As fi nalizações das narrativas são feitas através de codas avaliativas e retomadas do tópico em curso na interação. As falas da pesquisadora se caracterizam pela enunciação de avaliações positivas, pedidos de esclarecimentos e checagem de interpretações de falas anteriores. Com a apresentação desses procedimentos, pretendemos mostrar como as narradoras com afasia expõem a relevância de suas histórias e como, no curso dessas ações, se instauram como narradoras. Palavras-chave: narrativa, interação face a face, afasia. ABSTRACT -This article examines aspects of interactional storytelling by persons with aphasia in a face-to-face interaction, focusing on how they construct themselves as narrators. The analysis brings structural and interactional perspectives of narrative analysis together with a sociointeractional approach to frames and footings. The narratives under analysis were produced during a focus group discussion, in which two women with aphasia and one of the researchers participated. The transcription was done using a simplifi ed version of CA conventions. Through the analysis of frame shifting and footings, we observed how participants with aphasia project themselves as narrators. We observed that they introduce stories marking topic coherence between conversation and narrative, as well as through glosses, repetitions of previous talk, and agreements with prior evaluations. The closing of the stories and the shift back to a conversational frame were made through evaluative codas and resuming previous topics. The researcher's speech was marked by the presence of positive evaluations, demands for clarifi cation, and verifi cation of interpretations. In presenting these procedures, we intend to show how narrators with aphasia display the relevance of their stories to the local context and how, in doing so, they construct themselves as narrators.
doi:10.4013/cld.2012.102.07 fatcat:4rjwytr7zzdpldlyq3a2hn5u3a